Brim Sarja "anti chama" UNIFORT FR Bege aplicação de retardante Lg.160cm 100% Algodão 273gr/m². Conserv 1-D/2-2/3-1/4

Código do produto: 02143501010

Brim Sarja "anti chama" UNIFORT PRO FR aplicação de retardante Larg.160cm 100% Algodão 260gr/m². Conserv 1-D/2-2/3-1/4-2/6-1


Armação: Sarja | Twill | Sarja 3x1 
Composição: 100% CO 
Gramatura: 260,0 g/m² | 7,7 Oz/yd² 
Largura: 1,60m | 63"
ATPV: 11,0Cal/cm²

NFPA 2112 e a NFPA 70 E 

Número de lavagens testadas de acordo com as exigências da NFPA 2112;
Atende ao nível 2 da norma NFPA 70E;
Fator de proteção solar 50+;
Garantia de Proteção ATPV após 100 lavagens;


Principais Propriedades



As principais propriedades do acabamento Retardante a Chamas são: 


   - Excelente resistência à propagação de chamas;
   - Sem chamuscamento posterior,
   - Sem emissão de gases tóxicos;
   - Preserva o conforto do algodão;
   - Não causa irritação da pele;
   - Alta solidez à lavagem a quente;
   - Alta solidez à lavagem a seco.


 Observações - Foto ilustrativa, pode haver variação de cor por diferenças de navegadores, calibração, fabricação, e resolução de monitor.

  • Leve 30 metros por R$ 41,31 cada metro and economize 10%
R$ 45,90

(valor por metro)

Esgotado

Brim Sarja "anti chama" UNIFORT FR Bege aplicação de retardante Lg.160cm 100% Algodão 273gr/m². Conserv 1-D/2-2/3-1/4

Detalhes

Brim Sarja "anti chama" UNIFORT PRO FR aplicação de retardante Larg.160cm 100% Algodão 260gr/m². Conserv 1-D/2-2/3-1/4-2/6-1

Armação: Sarja | Twill | Sarja 3x1 
Composição: 100% CO 
Gramatura: 260,0 g/m² | 7,7 Oz/yd² 
Largura: 1,60m | 63"
ATPV: 11,0Cal/cm²
NFPA 2112 e a NFPA 70 E 
Número de lavagens testadas de acordo com as exigências da NFPA 2112;
Atende ao nível 2 da norma NFPA 70E;
Fator de proteção solar 50+;
Garantia de Proteção ATPV após 100 lavagens;

Principais Propriedades

As principais propriedades do acabamento Retardante a Chamas são: 

   - Excelente resistência à propagação de chamas;
   - Sem chamuscamento posterior,
   - Sem emissão de gases tóxicos;
   - Preserva o conforto do algodão;
   - Não causa irritação da pele;
   - Alta solidez à lavagem a quente;
   - Alta solidez à lavagem a seco.

 Observações - Foto ilustrativa, pode haver variação de cor por diferenças de navegadores, calibração, fabricação, e resolução de monitor.

 Benefícios

Todos os tecidos com proteção térmica Santanense são macios e confortáveis, não perdendo suas propriedades e capacidade de desempenho.

Os tecidos da Linha Fire Santanense garantem a segurança, sem perder a aparência, o conforto e a respirabilidade. O conforto envolve muito mais do que manter o corpo frio ou quente, úmido ou seco.

- Não são alérgicos;
- Não irritam os olhos;
- Não irritam a pele.

 Aplicações

São vários os campos de aplicação do acabamento retardante a chamas. Sua utilização é muito recomendada nas seguintes áreas:

-Trabalhadores sujeitos à exposição a chamas;
- Plataformas petrolíferas e refinarias;
- Áreas de soldagem;
- Companhias elétricas;
- Fábricas de produtos pirotécnicos / explosivos;
- Siderúrgicas;
- Aeroportos;
- Bombeiros;
- Engarrafamento de gases.

 Modo de ação dos retardante a chamas duráveis

Existem dois modos de ação dos tecidos retardante a chamas: os tecidos que possuem a tecnologia inerente em suas fibras e os tecidos que recebem o tratamento retardante a chamas.

Os tecidos inerentemente retardante a chamas não precisam receber tratamento químico para tornar-se FR. As fibras destes tecidos possuem uma altíssima resistência à chama, necessitando de grande quantidade de oxigênio para entrar em combustão, ou seja, tem um alto índice limite de oxigênio (ILO). Quanto maior esse índice, mais difícil é a combustão, sendo que as fibras inerentes possuem os maiores ILO possíveis, ou seja, não propagam as chamas. Além disso, fibras como a moda acrílica possuem a característica de consumir o oxigênio presente no ambiente. Por esse motivo, essas fibras podem ser utilizadas juntamente com o algodão pois impedem a combustão do mesmo, já que não haverá oxigênio disponível no ambiente para queima.

Nos tecidos que recebem o tratamento retardante a chamas, a ação é diferente. A tecnologia FR da Santanense consiste em fazer com que a chama não ganhe força para continuar a queima, devido a retirada do elemento comburente oxigênio. Dessa forma, o tecido com o tratamento inicia a queima que rapidamente se apaga, protegendo o usuário.

O tratamento retardante a chamas é uma forte reação química. O fósforo organomodificado, elemento responsável pela retirada do oxigênio, realiza uma ligação química intermolecular extremamente resistente com a fibra de algodão (celulose). Depois de realizada essa ligação química, é impossível a retirada do fósforo organomodificado, ou seja, a durabilidade da proteção é por toda vida útil da vestimenta.

Número de lavagens testadas de acordo com as exigências da NFPA 2112;
Atende ao nível 2 da norma NFPA 70E;
Fator de proteção solar 50+;
Garantia de Proteção ATPV após 100 lavagens;
Mais leve;
Mais segurança;
Melhor mobilidade e conforto;
Performance superior;
Fabricado no Brasil;

Lavagem e durabilidade

A durabilidade dos retardantes a chamas dependem do seu comportamento com relação a lavagem, limpeza e molho.

Lavagem e durabilidade

A durabilidade dos retardantes a chamas dependem do seu comportamento com relação a lavagem, limpeza e molho.

Esta estabilidade depende de:

  • Química;
  • Substrato;
  • Método de teste;
  • Aplicação;
  • Cuidados após o uso;

O acabamento FR é permanente, ou seja, o acabamento tem a mesma durabilidade do tecido! 

 

Testes e Normas relacionadas

Os tecidos com acabamentos retardantes a chamas tem suas características e padrões de qualidade controlados através de rígidas normas. As principais são a NFPA 2112 e a NFPA 70 E 

 

UL*Atende normas Europeias de repelência ao arco elétrico e ao fogo repentino, desta forma podem ser comercializados em vários países que aceitam apenas essas normas.

NFPA 2112

NFPA 2112 - Risco de Fogo Instantâneo

Programa de certificação norte-americano de vestimentas resistentes ao fogo repentino – determina os requisitos mínimos para avaliação, ensaios e aprovação da vestimenta pronta, conforme modelo e medidas pré-estabelecidos. Estabelece as linhas de corte para os ensaios realizados nas vestimentas e nos tecidos.

Ensaio de Flamabilidade Vertical: ASTM D 6413-99

Método de teste que avalia amostras têxteis, com 0 e 100 lavagens. O teste é realizado no sentido da trama e do urdume. A NFPA 2112 estabelece como limite de carbonização 102 mm e tempo de extinção da chama de dois segundos. Neste método podem ser avaliadas amostras têxteis contendo aviamento que possa compor a vestimenta externamente, tal como as faixas refletivas. O ensaio é consignado em relatório contendo as informações detalhadas.

Ensaio de Flamabilidade com Manequim Instrumentado: ASTM F 1930-00

Teste de manequim instrumentado com a vestimenta pronta conforme modelo e medidas pré-estabelecidos em norma. Este manequim possui mais de 100 sensores internos que detectam o percentual de queimaduras e o local onde elas ocorreram. 

A NFPA 2112 estabelece que o ensaio seja realizado em três amostras, com tempo de avaliação 3 segundos, além de outros ensaios físicos, e considera como aprovado um percentual de queimaduras de até 50%. O resultado do ensaio é informado em relatório apresentando gráfico que expõe os níveis de queimadura e a região queimada. Informa com detalhes todas as condições observadas no ensaio.

NFPA 70E

NFPA 70 E - Risco Elétrico

A NFPA 70 E é uma norma americana que trata dos perigos que envolvem trabalhadores com eletricidade.

Para a NFPA 70 E - Risco Elétrico - as roupas utilizadas são consideradas Equipamentos de Proteção Individual.

É semelhante à norma brasileira NR10 que contempla padrões de segurança para o segmento elétrico, no qual um dos grandes riscos é o arco-elétrico.

ATPV: 11,0Cal/cm²

Haf: 80%

Risco: 2

% Queima: 14,6%

 

Determinação de Proteção Contra Arco Elétrico ASTM F 1959M-04

Norma que determina o ATPV (Arc Thermal Performance Value) através de ensaios em, no mínimo, 20 amostras de tecido. O relatório apresenta os resultados do comportamento das amostras: Flamabilidade, ATPV e HAF (Heat Attenuation Factor).

- ATPV (Arc Thermal Performance Value): O ATPV é a quantidade de calor que o tecido suporta, sem que haja danos graves ao usuário da vestimenta (Queimadura de segundo grau, ou calor transferido ao corpo maior que 1,2 cal/cm²). Quanto maior o ATPV, maior a proteção. Para ser aprovado na classe de risco 2, o tecido deve obter no mínimo 8,0 cal/cm².

- HAF: É o Fator de Atenuação do calor e é apresentado em percentual. Esse valor significa o percentual de calor que foi absorvido e dissipado pelo material têxtil, ou seja, o calor que não foi transferido ao corpo humano. Esse valor é obtido no mesmo teste de determinação do ATPV.

O ensaio mostra qual é o percentual de energia incidente que é bloqueada pelo material testado quando submetido ao arco elétrico num dado valor de energia incidente.

Certificados:

*Kinectrics Inc., 800 Kipling Avenue, Unit 2

Toronto, Ontario, Canada

 **Aitex, Textile Research Institute

Informação Adicional

Código do produto 02143501010
Cor Não